Começar de novo: mulheres contam como recomeçaram após a separação

Do lado de dentro do carro ou de sio motorista nunca sabe ao certo quando avança muito ou recua demais. Viver a dois é se dedicar a essa alternância numa baliza que nunca termina completamente. Ora parece que coube direitinho, ora é preciso recomeçar. Podem agora pensar e agir como adultos, desde que se lembrem disso.

Mulheres busca por 356172

MULHERES E

Relacionamento abusivo: 6 sinais de alerta 21 de junho de 4. A violência, inclusive, pode jamais se manifestar de forma física. Ou, pelo menos, deveríamos acordar para esse fato e encontrar o verdadeiro sentido de sororidade, olhando mais para a vida, sem guardar-se que tragédias escancarem o que minimizamos. Um relacionamento abusivo pode acontecer com qualquer uma — ou qualquer um. Começamos com esse ponto porque a quebra do estereótipo é a premissa dessa conversa.

Últimos Artigos

Levantamentos mostram que as mulheres continuam subindo ao altar, e muito. Fazem isso sem os medos do passado e, em geral, se casam de segundo — e de novo se preciso for. Entre os casamentos que acontecem hoje no Brasil, a maioria exatamente é o de estreia, o primo de ambos os noivos. Por isso, quanto mais cedo se arrumasse um marido, mais tranquilos ficavam os pais. Nesse ponto, nem tudo mudou tão assim, conforme comprova a história da analista de mídias sociais Fernanda Poli, 31 anos. No entanto, hoje ela comemora a iniciativa. É o que lembra a executiva de recursos humanos Glaucy Bossi, 39 anos, que pediu o divórcio após sete anos de casamento e dois filhos — e, depois de três anos de solteirice, recasou com um colega de trabalho, com quem teve uma filha. É difícil quando é você quem vai embora.

Planeta 50-50 em 2030

Uma classe de literatura em formato de romance. No dia que a universidade me deu um diploma e uma conhecimento que estava longe de encargar no cérebro. Confessor que me senti ao próprio tempo enliçado e orgulhoso. Depois que presencia a ruína de seu preferível camarada, preto, por um policial, lácteo, a viver de Starr vira de caudilho para catatau. Você mesmo queria ser aquela pessoa que lê 4 livros por mês, participa de clubes de leitura, tem uma prateleira enfeitada de títulos e tal… Mas bate a preguiça.

Leave a Reply

Your email address will not be published.*